Enfarte do Miocárdio - Clínica Médica do Porto

O arrefecimento e o aumento do esforço cardíaco

Sabia que o risco de Enfarte aumenta com a diminuição da temperatura ambiente?

E não é tão pouco quanto isso. De acordo com uma pesquisa publicada no British Medical Journal o número de enfartes aumenta cerca de 30% no inverno quando comparado com outras épocas do ano…

Um enfarte ocorre quando o fluxo de sangue que circula nos vasos sanguíneos que irrigam o coração é interrompido, quer por acção de coágulos ou obstrução das artérias pela acumulação de gordura.

Há diversar coisas que pode fazer para prevenir a ocorrência de enfarte do miocárdio, e que passam nomeadamente pela adopção de comportamentos e hábitos de vida saudáveis.

Pode e deve incluir na sua dieta habitual fruta e legumes. A fibra irá ajudar a combater o excesso de gordura, prevenindo doenças cardiovasculares. As fibras solúveis promovem a redução do tempo de esvaziamento gástrico, aumentando assim o tempo e absorção da glicose e portanto conferindo uma sensação de saciedade, ao mesmo tempo que ajudam a diminuir os níveis de colesterol no sangue.

Se pertence a algum grupo identificado de risco, pode considerar a vacinação. A vacinação não tem um efeito directo sobre a possibilidade de ocorrência do enfarte, mas pode reduzir drasticamente a probabilidade de  desenvolver problemas respiratórios ou infecções, o que, como veremos mais à frente, é fundamental para evitar problemas cardíacos.

Mas então porque é que o risco aumenta no Inverno:

1

É inegável – no tempo mais frio, sentimo-nos melhor enroladinhos numa mantinha, no conforto do nosso sofá. Tal situação, acompanhada da nossa preguiça natural, faz com que o tempo e a disposição disponível para realizar exercício físico diminua, contribuindo assim para aumentar a probabilidade de complicações cardíacas.

2

É também neste tempo que nos refugiamos de forma inconsciente em alimentos mais gordurosos. Não, não é por mal, nem é intencional, mas o nosso corpo procura alimentos que nos forneçam mais energia e conforto. Lamentavelmente as gorduras encaixam na perfeição nesta descrição… Ora, este tipo de alimentação não favorece o bom funcionamento cardíaco, contribuindo decisivamente para o entupimento das artérias e veias sanguíneas.

3

O tempo mais frio obriga o organismo a um esforço acrescido para se manter aquecido, o que se traduz numa sobrecarga cardíaca.

4

Também os vasos sanguíneos contraem on tempo frio por acção da libertação de adrenalina, mecanismo que o corpo utiliza para que a circulação sanguínea se torne mais eficiente e a temperatura se mantenha mais regulada.

5

As patologias típicas da época, como por exemplo os resfriados ou os problemas respiratórios são situações que exigem muito da máquina cardíaca, mais ainda considerando o caso das infecções, em que a situação pode levar a uma inflamação dos vasos sanguíneos e à libertação das placas de colesterol que em última análise pode entupir a artéria causando o enfarte.

Quais os sintomas a que deve estar atento:

  • Dor forte no peito, que pode irradiar para o braço, semelhante a uma aperto;
  • Suores frios;
  • Falta de ar
  • Palpitações
  • Mau-estar/Desconforto/Nauseas;
  • Cansaço sem motivo aparente/Falta de força

O que deve fazer:

  •  Ligar imediatamente para o INEM pelo Número de Emergência Médica – 112;
  • Notificar os técnicos de saúde da sua condição, nomeadamente de toda a sintomatologia que experienciou;
  • Garantir que é realizado o electrocardiograma para avaliar se efectivamente ocorreu enfarte.

Em caso de ocorrência verificada de enfarte, saiba ainda que o acompanhamento médico será para manter ao longo de toda a vida. Há ainda a possibilidade de ficar com sequelas, como por exemplo a insuficiência cardíaca, por essa razão, o melhor mesmo é adoptar desde já as medidas necessárias para prevenir a sua ocorrência.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

shares