menopausa-clinica-medica-do-porto

Menopausa e os seus efeitos cutâneos

A menopausa é o momento na vida da mulher em que cessa a função cíclica dos ovários e a menstruação.

Durante o período anterior à menopausa (chamado perimenopausa) as menstruações tornam-se irregulares, os níveis de estrogénios baixam o que pode desencadear o aparecimento de alguns sintomas como afrontamentos, fadiga, irritabilidade, insónia, palpitações, aumento de peso, entre outros.

(Se pretende saber mais acerca da forma como a Clínica Médica do Porto a pode ajudar a debelar a sintomatologia referida, saiba que os afrontamentos, a fadiga e a insónia respondem de forma eficaz a tratamentos de Medicina Chinesa e Acupuntura. Se procura uma solução natural para a insónia, sugerimos o artigo publicado há alguns meses – tratar a insónia sem recorrer a medicamentos. Para o caso do aumento de peso, a Clínica dispõe também de uma consulta médica de emagrecimento.)

Ainda assim, para algumas mulheres este período é breve e ligeiro e para outras os sintomas podem ser mais prolongados e intensos. Cada situação particular deve merecer um estudo cuidado do estado fisiológico do organismo por forma à definição da futura estratégia. Se por exemplo existir um desequilíbrio orgânico, poderá ser necessário realizar Modulação Hormonal directa, suportada por exemplo num tratamento hormonal recorrendo a Hormonas Bioidênticas.

Mas a menopausa não afeta só mecanismos internos, afeta também a fisiologia da pele. À medida que se aproxima a menopausa as seguintes alterações cutâneas começam a ser evidentes:

Aumento transitório da oleosidade da pele

com a diminuição das hormonas femininas, a predominância das hormonas masculinas aumenta e exerce o seu efeito nas glândulas sebáceas, aumentando a sua atividade. Pele oleosa ou mesmo acne podem surgir na perimenopausa. Com o passar do tempo as glândulas sebáceas abrandam o seu metabolismo e a pele fica seca, com o manto hidrolipídico comprometido e suscetível a descamação.

Pelos no rosto

também devido à predominância das hormonas masculinas podem surgir pelos terminais (mais grossos), principalmente no queixo.

Flacidez e rugas

os estrogénios estimulam a acumulação de gordura em alguns locais do corpo feminino, tais como coxas, braços, peito e rosto. Com queda do nível de estrogénios, os tecidos cutâneos perdem o seu suporte e o resultado é a flacidez e agravamento das rugas.

Elastose

a atividade metabólica da pele diminui drasticamente, nomeadamente a produção das fibras de colagénio e elastina pelos fibroblastos. Estas fibras são facilmente destruídas pela luz ultravioleta e sem o mecanismo capaz de as substituir a pele perde preenchimento e firmeza. A diminuição do colagénio é também visível nas unhas, que ficam mais fracas e quebradiças.

Pele fina e desidratada

a circulação sanguínea da derme tem uma importante influência dos estrogénios. Na menopausa, a circulação sanguínea diminui, havendo menos nutrientes e oxigénio disponíveis para as células germinativas da epiderme. Como resultado estas dividem-se mais lentamente, o ciclo de renovação da pele fica mais longo e a epiderme vai ficando mais fina e com a sua função barreira comprometida, levando a maior perda de água ou seja, pele desidratada.

Pele com maior risco de queimadura solar

o funcionamento dos melanócitos (células da pele que produzem o pigmento que lhe dá cor) está dependente dos estrogénios. À medida que o tempo passa, a atividade dos melanócitos diminui e por isso a pele perde o pigmento que a protege dos raios ultravioletas, ficando mais suscetível a danos solares.

Hiperpigmentação

os estrogénios regulam a produção de melanina. Com a diminuição dos estrogénios diminui também esta função de regulação. Nas zonas que estiveram mais expostas a raios ultravioletas ao longo da vida, podem surgir manchas e sinais de senescência.

Com a menopausa surgem outros sintomas de relevância clínica como a osteoporose, ou uma maior incidência de doenças cardiovasculares.

É importante reconhecer a menopausa como uma fase natural na vida da mulher e assumir que o corpo muda com o tempo. Uma atitude positiva e hábitos de vida saudáveis são fundamentais. A idade é um estado de espírito e o envelhecimento pode ser contornado!

Este artigo é da autoria de Patrícia Rodrigues, Farmacêutica, responsável pelas consultas de Acupuntura Estética, Mesoterapia Homeopática e Dermaroller na Clínica Médica do Porto.

Photo by bruce mars from Pexels

A Clínica Médica do Porto recomenda:

Em qualquer circunstâncias ou em caso de dúvida deverá sempre consultar o seu clínico assistente, ele melhor do que ninguém saberá aconselhá-lo/a da melhor forma…

Clique para conhecer as soluções que a Clínica Médica do Porto, coloca ao seu dispor.

shares