quisto-sacrococcigeo-clinica-medica-do-porto

Quisto Sacrococcígeo – O que é e como tratar

O que é

O quisto sacrococcígeo, ou quisto pilonidal, é um processo inflamatório que ocorre no fundo da coluna vertebral, a região sacrococcígea. O nome pilonidal, que significa “ninho de pêlos”, advém do facto de se encontrarem pêlos nestes quistos, assim como restos celulares, glândulas sudoríparas e sebáceas.

As causas

A origem do cisto pilonidal ainda não está totalmente esclarecida e por isso existem várias teorias:

  1. O desenvolvimento destas bolsas forma-se durante o desenvolvimento fetal e quando não são eliminadas permanecem no interior da pele e podem inflamar.
  2. Os folículos pilosos da região do cóccix ficam obstruídos com pêlos o que causa inflamação. Frição e pressão na zona podem agravar este processo.

A inflamação desta bolsa pode levar à formação de abcesso, com dor, vermelhidão e drenagem de sangue e pus.

O quisto pilonidal é mais frequente em homens do que mulheres e afeta cerca de dez mil adolescentes e jovens adultos em Portugal.

Fatores de risco

Os fatores que aumentam o risco de desenvolvimento de quistos pilonidais são:

  • Passar muito tempo sentado
  • Uso de roupas apertadas
  • Excesso de peso
  • Excesso de pêlo corporal
  • Cisto pilonidal anterior

Tratamento e prevenção

O tratamento envolve antibióticos, drenagem do quisto ou remoção cirurgica.

Dada a possibilidade de re-incidência, é importante implementar medidas preventivas que envolvem a eliminação dos fatores de risco: perder peso, evitar permanecer muito tempo sentado, evitar usar roupas muito apertadas e realizar depilação a laser na região, para eliminar os pêlos envolvidos no processo.

O papel da depilação a laser no quisto sacrococcígeo

Como se referiu, uma importante ação preventiva desta patologia é a remoção dos pêlos da região. A depilação a laser é um método de depilação de longa duração, que envolve a emissão de uma fonte de luz laser, que aquece o pêlo e permite a destruição das células responsáveis pela formação de novos pêlos. O número de sessões necessárias depende de fatores individuais, como a cor da pele e dos pêlos, sendo que o cenário ideal é uma pele clara e um pêlo escuro. Devido à capacidade natural de formação de novos folículos, após um ciclo de tratamentos mensais poderão ser necessárias sessões de manutenção, uma ou duas vezes por ano, dependendo de cada caso.

A Clínica Médica do Porto disponibiliza o tratamento de depilação a laser de diodo, a tecnologia mais recente no mercado, que permite tratar todos os fototipos de pele, com máximo conforto e eficácia.

Sessão de Depilação com Laser Diodo

Clique para saber mais acerca da sessão de Depilação a Laser Diodo que a Clínica Médica do Porto, coloca ao seu dispor.

shares