Homoepatia na Hepatite - Excessos Alimentares - Clinica Medica do Porto

Homeopatia na Hepatite

A hepatite é em termos genéricos uma inflamação do tecido hepático. Essa lesão pode ter origem num vírus, em certas drogas (fármacos ou não fármacos) ou mesmo no consumo exagerado de álcool. Em termos de sintomas, a hepatite causa uma disfunção severa do fígado, com icterícia, edemas, diarreia, podendo mesmo tornar-se fatal em casos extremos.

Importa também referir que há formas da doença contagiantes. A sua transmissão (dependente do tipo de doença hepática), pode ocorrer pelo contacto com secreções, ingestão de fluídos ou comida contaminados, sangue ou fezes. Um dos meios mais frequentes de contaminação á através de transfusão sanguínea ou contacto com agulhas contaminadas.

Genericamente e sem entrar em grande detalhe, existem diferentes formas da doença, com gravidade e modos de transmissão distintos. Alguns dos sintomas associados à patologia incluem a icterícia, edema, disfunções do tracto gastrointestinal, entre outros.

Já base da homeopatia, discutida numa publicação anterior, foi postulada por um médico alemão, Dr. Hanemman, e baseia-se na chamada lei do Similar. Traduzindo de forma simples esta abordagem, esta lei afirma essencialmente que aquilo que num indivíduo saudável pode induzir um sintoma “X”, pode, do mesmo modo, num indivíduo que apresente esse mesmo sintoma “X”, induzir a sua remissão.

Na avaliação de um estado de doença, a abordagem homeopática considera modalidades. As modalidades não são mais do que um conjunto de sinais específicos que se manifestam em conjunto com a patologia e que actuam como pistas para a selecção do fármacos homeopático adequado. Podem ser tão específicas como, por exemplo, uma ligeira sensação de formigueiro, que ocorre apenas no braço direito do paciente e sempre apenas durante um período do dia específico, só para dar um exemplo.

Assim, na hepatite, temos algumas das modalidades que devem ser levadas em consideração:

  • Dor que irradia para o ombro direito, na parte posterior do corpo;
  • Perspiração (sudurese) intensa associado a mau hálito;
  • Existência de infecção por clamídia, gonorreia;
  • Sede por bebidas frias;

De acordo com estas e outras modalidades, o homeopata escolhe o fármaco mais adequado. De uma ou de outra forma, nunca deve dispensar a opinião do seu médico. Ele melhor do que ninguém, saberá diagnosticar a doença e estabelecer um adequado plano de tratamento.

Call Now Button