Clínica Médica do Porto - Especialidades Clínicas e Terapêuticas

Numa consulta de Medicina Chinesa, há muito mais do que imagina...

Clínica Médica do Porto - Especialidades Clínicas e Terapêuticas

Numa consulta de Medicina Chinesa, há muito mais do que imagina...

logo-site-clinica-medica-porto-horizontal-texto

Numa consulta de Medicina Chinesa, há muito mais do que imagina...

Primeiro, deixe-nos dizer-lhe que não está sozinha...
12% das mulheres entre os 15 e 44 anos sofrem com problemas de Infertildade.
Mas isso provavelmente já sabe, ou não estaria a visitar esta página…

Primeiro, deixe-nos dizer-lhe que não está sozinha...
12% das mulheres entre os 15 e 44 anos sofrem com problemas de Infertildade.
Mas isso provavelmente já sabe, ou não estaria a visitar esta página…

Algumas das causas comuns que trazem pacientes até à minha consulta

  • Endometriose
  • Síndrome dos Ovários Poliquísticos
  • Baixa contagem de esperma
  • Problemas ao nível do útero ou trompas de falópio
  • Problemas ovulatórios
  • Problemas imunitários
  • Baixa contagem ou mobilidade espermática
  • Infertilidade por problemas idiopáticos
  • Endometriose
  • Síndrome dos Ovários Poliquísticos
  • Baixa contagem de esperma
  • Problemas ao nível do útero ou trompas de falópio
  • Problemas ovulatórios
  • Problemas imunitários
  • Baixa contagem ou mobilidade espermática
  • Infertilidade por problemas idiopáticos

A infertilidade é uma palavra feia, mas não desespere. Irei explicar-lhe de que forma posso ajudá-la.

A infertilidade é uma palavra feia, mas não desespere. Irei explicar-lhe de que forma posso ajudar.

infertilidade-fiv-clinica-medica-do-porto

Mas antes de mais, e porque é recorrente a pergunta:
a Fertilização in Vitro, não é a solução?

Sim, é uma opção viável e em muitos casos recomendável, mas apenas em casos de completo bloqueio das trompas há de imediato a indicação para esta abordagem. Infelizmente, há ainda assim uma elevada taxa de insucesso dos ciclos de Fertilização In Vitro (cerca de 70%), o que acaba por ser causa frequente de mais frustração e sofrimento da mulher /casal.

A abordagem da Medicina Convencional em casos de Infertilidade passa frequentemente pela intervenção ovárica e uterina (que pode ou não ser cirúrgica), pela estimulação hormonal, ou pela utilização de técnicas reprodutivas artificiais (particularmente no caso da infertilidade feminina).

A Medicina Chinesa, por seu turno tem uma abordagem menos invasiva, procurando o restabelecimento e a correcção dos desequilíbrios que estão na origem dos problemas de fertilidade do homem, mulher ou casal.

independentementemente de outros tratamentos que possa estar a realizar, a Medicina Chinesa pode e deve ser considerada na preparação da gravidez e durante o seu decurso.

independentementemente de outros tratamentos que possa estar a realizar, a Medicina Chinesa pode e deve ser considerada na preparação da gravidez e durante o seu decurso.

a Medicina Chinesa é um forte aliado da Fertilidade

A investigação atual sugere que Medicina Chinesa e a Acupuntura poderão ter um efeito benéfico na infertilidade aumentando a probabilidade do sucesso de uma gravidez bem sucedida. O mecanismo de acção passa pela promoção de um conjunto de processos fisiológicos que sinergicamente contribuem para melhorar o estado do organismo e em particular dos órgãos reprodutivos.

infertilidade-conhecimento-fertilidade-clinica-medica-do-porto
  • Regulação do ciclo menstrual;

  • regulação do ciclo ovulatório;

  • reforço da fase lútea (importante para a preparação do útero para a gravidez);

  • promoção da ovulação em situação de SOP (sindrome do ovário poliquístico);

  • promoção da ovulação em caso de amenorreia hormonal;

  • E tantos outros mais;

  • regulação do ciclo Menstrual;

    Regulação do ciclo ovulatório;

  • reforço da fase lútea (importante para a preparação do útero para a gravidez);

  • promoção da ovulação em situação de SOP (sindrome do ovário poliquístico);

  • promoção da ovulação em caso de amenorreia hormonal;

  • E tantos outros mais;

Posso associar a Medicina Chinesa a tratamentos convencionais (por exemplo estimulação Ovárica e Fertilização In Vitro)?

numa palavra: “deve”

Posso associar a Medicina Chinesa a tratamentos convencionais (por exemplo estimulação Ovárica e Fertilização In Vitro)?

numa palavra: “deve”

  • Melhora o fluxo sanguíneo nos orgãos reprodutivos;

  • Ajuda a regular factures neuro-humorais;

  • ajuda a diminuir/Regular a ansiedade da mulher e casal;

Estudo comparativo da probabilidade de gravidez bem sucedida (Odds Ratio) em processos de Fertilização inVitro (em cenário com e sem doação de ovóvitos) quando comparados o tratamento FiV administrados individualmente vs  FiV com suporte de Acupuntura na transferência vs FiV com tratamento prévio de Medicina Chinesa e suporte de Acupuntura na Transferência.

Cenário s/ doação

  • FiV
  • FiV + Acu
  • FiV + Acu + MTC

Cenário c/ doação

  • FiV
  • FiV + Acu
  • FiV + Acu + MTC

Imagino que tenha ainda muitas dúvidas. Deixe-me falar-lhe agora um pouco de mim.

Imagino que tenha ainda muitas dúvidas. Deixe-me falar-lhe agora um pouco de mim.

Tatiana-Calvao-Sousa-Acupuntura-Medicina-Chinesa

O meu nome é Tatiana Sousa, sou Terapeuta de Medicina Chinesa e responsável Clínica da área das Terapias Não Convencionais na Clínica Médica do Porto

Quando me perguntam se no âmbito do meu percurso profissional tenho uma área de eleição, respondo a fertilidade – conheço poucas sensações capazes de rivalizar com a felicidade que sinto ao ajudar um casal a realizar o sonho de ter um filho… Sou uma terapeuta certa da escolha que fiz. Sinto-me imensamente feliz e realizada quando sei que todo o meu estudo e investimento contribuem para a melhoria da saúde dos meus pacientes e para a recuperação da sua qualidade de vida (ou dos seus sonhos, como acontece no caso da fertilidade…).

infertilidade-maternidade-clinica-medica-do-porto

Partilho consigo algo que aprendi desde que há 10 anos me dedico à área da fertilidade...

Partilho consigo algo que aprendi desde que há 10 anos me dedico à área da fertilidade...

Na maioria dos casos, o “sofrimento” das mães começa logo após o nascimento do seu filho, com o desespero de não saber porque chora, com o medo que adoeça, a incerteza de saber como vai reagir na primeira vez na creche, ou com a manifesta vontade de de bater na Sra. Enfermeira que dá a vacina que o faz chorar…

Mas há outro “tipo” de mães…
As mães para as quais o sofrimento começa mesmo antes da gravidez. As mães para as quais o maior receio é a eventual possibilidade de poderem nunca chegar a experimentar os medos de todas as “outras” mães.

É para estas últimas que me esforço diariamente na minha consulta de Fertilidade para ser a melhor profissional desta área. Para que todas essas mamãs (e papás) possam sofrer das “normais” agruras da maternidade e paternidade.

Agora que já sabe o que esperar, vamos trabalhar?

Agora que já sabe o que esperar, vamos trabalhar?

Em alternativa, se preferir que seja a clínica a iniciar o contacto, queira deixar-nos os seguintes dados. Entraremos em contacto no prazo máximo de 48h.